Lewis Hamilton, da McLaren, destacou que sua família e seu apego à religião são fundamentais em sua carreira no automobilismo. Para o piloto inglês, o apoio que recebe dos parentes tem sido crucial para o seu sucesso na Fórmula 1.

“Minha família tem um papel importantíssimo na minha vida. Eu não consigo passar um dia sequer sem meus familiares. Eles são a minha equipe de apoio, me ajudam, e me dispensam do estresse que é ser um piloto de F-1”, indicou Hamilton ao diário 20 minutos.

O líder do mundial 2008 mencionou que se tornou piloto por vontade de Deus. “Eu sempre fui religioso e católico. Eu sinto minha fé muito próxima, especialmente nestes últimos dois anos”, contou.

Neste final de semana, Hamilton disputa a 13° etapa da temporada, o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. O inglês lidera o campeonato com seis pontos de vantagem para o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, e tem treze a mais que Kimi Räikkönen, também do time italiano.

Fonte: UOL