“Nem os santos te protegem”, dirá o slogan de um dos trios elétricos da Parada Gay de São Paulo.

O carro, que vai tratar de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis, criticará pela primeira vez as igrejas que proíbem o uso da camisinha. O carro será adornado com releituras de imagens de santos.

A cutucada em dogmas religiosos estará em toda a parada, cujo tema deste ano foi inspirado na Bíblia: “Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia!”.

Religiosos das igrejas Anglicana, Católica e Presbiteriana, além do Candomblé, Umbanda e Judaísmo confirmaram presença, segundo a organização.

Os hotéis econômicos da região da Paulista já estão com as reservas lotadas.

No resto da cidade, a lotação não vai passar de 50%, diz Bruno Omori, presidente da Abih-SP (associação de hotéis). “É um bom momento para aproveitar São Paulo, vazia com o feriado.”

A estimativa é que 3 milhões de pessoas participem do desfile na Paulista. Festas e debates acontecerão paralelamente.

[b]Fonte: Folha Online[/b]