A Arquidiocese de Maringá está orientando seus fiéis sobre a necessidade de combater os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Algumas paróquias passaram mensagens sobre a preocupação com a doença durante as celebrações da Páscoa.

O arcebispo metropolitano, Dom Anuar Battisti, aproveitou o tema da Campanha da Fraternidade de 2008: “Escolhe, pois, a vida”, para abordar a necessidade de eliminar os focos do mosquito para controlar a dengue. Dom Anuar declarou que a Igreja incentiva o debate sobre os temas da campanha como o aborto e a eutanásia, mas precisa estar atenta também ao risco de morte pela dengue.

Mutirões de limpeza dos bairros são coordenadas pela Pastoral da Saúde, e incluem orientação aos moradores e limpeza de terrenos baldios.

A iniciativa de apelar aos fiéis sobre a necessidade de combater as condições de proliferação do mosquito Aedes aegypti partiu do secretário Antônio Carlos Nardi depois do levantamento de infestação, na semana passada. A melhor forma de chegar à boa parte da população foi levar o preocupação com o crescimento dos focos nas celebrações das igrejas. A expectativa agora é que as pessoas se mobilizem para reduzir os focos do mosquito, em especial nas áreas mais críticas.

Fonte: Bem Paraná