Nesta quinta-feira, Israel nomeou a poupa (Upupa epops) sua ave nacional. O pássaro, conhecido mundialmente como hoopoe –ou duchifat em hebreu–, é descrito no Antigo Testamento (Levitício 11:19 e Deuterônimo 14:18) como alimento “sujo” e proibido para os judeus.

O presidente Shimon Peres declarou que a ave foi a campeã em um concurso que coincide com o aniversário de 60 anos do Estado de Israel, localizado na rota de aves migratórias entre a Europa e a África.

Cerca de 155 mil pessoas votaram. A poupa ganhou de outras espécies como o bulbul da mancha amarela (Pycnonotus goiavier) e o Cinnyris oseus, conhecido como palestine sunbird.

O Livro de Levitício lista a poupa no grupo de pássaros como a águia, o falcão e o pelicano, consideradas aves “horrendas”, indignas de servirem de alimento.

Os animais da espécie têm de 25 a 30 centímetros de comprimento, com envergadura que chega a quase 50 centímetro.

Fonte: Folha Online