Segundo o pastor Brett Hartman, líder da New Covenant Fellowship Church, a maconha medicinal beneficiaria um dos membros de sua igreja.

A discussão sobre a descriminalização da maconha e seu uso medicinal divide cristãos em todo o mundo, mas o número de favoráveis tem crescido nos últimos meses. Um pastor do estado norte-americano da Pensilvânia manifestou seu apoio à legalização da maconha medicinal, porque segundo ele, beneficiaria um dos membros de sua igreja.

Brett Hartman, líder da New Covenant Fellowship Church, na cidade de Mechanicsburg, afirmou que o uso de um óleo extraído da maconha possibilitaria um tratamento à frequentadora de sua igreja, reduzindo as múltiplas crises de epilepsia pelas quais a mulher passa diariamente.

“A condição de Anna não está ficando melhor e assim que nós decidimos: ‘Vamos garantir que os nossos representantes saibam disso. Vamos ter certeza de que talvez a gente não tenha que passar por toda a burocracia”, afirmou o pastor Hartman ao canal Fox 43 Notícias.

Com o apoio dos membros de sua congregação, o pastor reuniu mais de 250 cartões de aniversário com dedicatórias para a paciente. A ideia é levar os cartões aos deputados estaduais, como forma de pressioná-los a legalizar o uso da maconha medicinal.

Anna Knecht, a paciente, está em uma lista de espera para uso da cannabis medicinal no estado de Colorado, onde um derivado da maconha que não tem o fator psicoativo, e portanto, não provoca alucinações, é legalizado.”A erva é realmente uma dádiva oferecida por Deus e que podemos usar para o bem”, disse Mark Knecht, pai de Anna. “Obviamente, a nossa esperança é que ela seja legalizada na Pensilvânia. Mas, por enquanto, parece que vamos ter que ir para o Colorado”, observou.

[b]Fonte: Gospel+[/b]