Em junho de 2014 cerca de 50 membros de uma igreja cristã na China tentaram impedir que a cruz do templo fosse removida pelas autoridades do país.

Um mês depois o pastor Huang Yizi, responsável pela igreja, foi preso e agora condenado a um ano de prisão.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelprime.com.br/files/2015/03/xpastor-huang-yizi-320×200.jpg.pagespeed.ic.Xk0riSu5qW.jpg[/img]A sentença foi dada pelo Tribunal Popular em Pingyang onde centenas de pessoas acompanharam, sendo a maioria delas cristãos, que aguardavam pela liberação do líder religioso.

O advogado do pastor, Zhang Kai, afirmou que vai apelar ao tribunal esperando que Huang Yizi seja liberado da pena e possa voltar para sua família.

A sentença dada se refere ao crime de “juntar multidões para perturbar a ordem social”, uma tentativa deliberada do país em impedir o crescimento de cristãos, prática cada vez mais comum.

A retirada de cruzes e o fechamento de igrejas por alegações incoerentes como “construções ilegais” foi uma ação para impedir o crescimento de cristãos na China, os números são altos e preocupam o governo controlador que tenta de todas as formas barrar o surgimento de novas igrejas.

[b]Fonte: Gospel Prime via Boa Informação[/b]