O pastor Delso Moreira (PRB) teria se apropriado de parte do valor destinado a custear as diárias de hospedagem durante um curso em Brasília (DF).

Segundo informações do site Rondônia Ao Vivo, Moreira recebeu R$ 4.985,10 para pagar as despesas do deslocamento, que deveria durar cinco dias, conforme previsto no orçamento da Câmara Municipal.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelmais.com.br/files/2014/05/pastor-delso-moreira-200×112.jpg[/img]A viagem do vereador à Brasília era para a participação no Curso de Capacitação para Vereadores, Prefeitos, Vice-Prefeitos, Secretários Municipais, Gestores, Assessores e Servidores Públicos. Um assessor do pastor o acompanhou na viagem, elevando as despesas a quase R$ 10 mil.

Apesar da especificação no empenho de que a viagem deveria durar cinco dias, o pastor e seu assessor receberam valores equivalentes a sete diárias e meia, o que levantou suspeitas da mídia local.

O pastor Delso Moreira acumula polêmicas em sua vida pública. Em 2010, candidatou-se a deputado estadual e usou como jingle a melodia da música “Rebolation”, do grupo baiano Parangolé, e acabou derrotado no pleito, com apenas 4.200 votos. Acredita-se que a escolha da música influenciou os eleitores evangélicos do estado a não votarem no pastor da Universal.

Atualmente, Moreira é alvo de investigações do Ministério Público na operação Apocalipse, sob acusação de fazer parte de um esquema de estelionato, tráfico de drogas e falsificação de documentos que movimentou R$ 80 milhões em nove estados, segundo informações do G1. O pastor teve uma de suas contas, com saldo de quase R$ 40 mil, bloqueadas pela Justiça do estado.

[b]Fonte: Gospel +[/b]