Pastor Bill Hybels, fundador da megaigreja Willow Creek Community, de Chicago, Illinois (EUA)
Pastor Bill Hybels, fundador da megaigreja Willow Creek Community, de Chicago, Illinois (EUA)

Denúncias de uma conduta inadequada levaram o pastor Bill Hybels, fundador de uma das maiores igrejas do mundo, à renúncia de sua posição na liderança.

As acusações contra o líder evangélico envolvem a forma como ele se relacionava com as mulheres da congregação, incluindo funcionárias.

A igreja Willow Creek Community, de Chicago, Illinois (EUA), é uma das megaigrejas mais importantes dos Estados Unidos, com cultos para mais de 25 mil fiéis em oito templos.

A denominação se tornou conhecida fora do país após a gravação de um DVD ao vivo em sua sede pela extinta banda gospel britânica Delirious?.

Antes das acusações contra Bill Hybels virem à tona, ele havia programado sua aposentadoria para outubro deste ano. Agora, com a pressão sobre a necessidade de esclarecer as acusações, o pastor decidiu se aposentar seis meses antes, aos 66 anos.

Ao longo de seu ministério, Hybels alcançou notoriedade nacional, ficando conhecido também como um dos conselheiros espirituais do presidente Bill Clinton entre 1993 e 2001.

“Decidi acelerar minha data de aposentadoria programada de outubro deste ano para esta noite. Essa decisão foi minha e só minha, mas depois de muita discussão, minha decisão obteve o apoio unânime dos anciãos e da equipe executiva”, disse o pastor em um comunicado.

Ele fundou a Willow Creek Community Church há mais de 40 anos, e desde então era o principal líder da denominação. No comunicado de despedida, ele se desculpou pela maneira como lidou com as acusações.

“Nos últimos tempos, fui acusado de muitas coisas que simplesmente não fiz. Confesso estar muito zangado nas últimas semanas, quando vi acusações prejudiciais virem contra mim. Eu me senti atacado e sabia que meus entes queridos e essa família da igreja seriam afetados”, lamentou.

O pastor Heather Larson, que ocupava uma função administrativa, foi promovido a sênior, enquanto Steve Carter se tornará o principal pastor de ensino, de acordo com a declaração. “Isso levará tempo para todos nós processarmos”, disse Larson em um comunicado. “Este não é o fim da história. Não é o fim da história de Bill. Não é o fim da história de Willow, e certamente não é o fim da história de Deus”, acrescentou.

A rede americana de TV ABC News entrevistou alguns fiéis logo após o anúncio da aposentadoria de Hybels, e todos eles expressaram tristeza com o desfecho: “Eu me entreguei a Cristo através dele, assim como meu pai antes de morrer. Então, eu devo gratidão àquele homem”, disse um dos fiéis em entrevista concedida no estacionamento do templo.

“Ele é meu pastor. Eu amo aquele homem em Cristo. Nós vamos sentir falta dele”, afirmou uma das frequentadoras da Willow Creek.

Fonte: Gospel +