O coordenador da Campanha Nacional Contra a Pornografia, Cláudio Rufino, participou ontem de programação do movimento Atitude 434, da Igreja Batista Central de Fortaleza (IBC). O pastor, natural do Rio de Janeiro, abordou temas polêmicos, como a educação sexual nas escolas, a pedofilia na Internet e os crimes sexuais no Brasil.

“Todos os pedófilos e estupradores são viciados em pornografia. A ciência comprova que a pornografia vicia mais do que as drogas entorpecentes“, argumenta Rufino. O pastor também afirma que, segundo a Psicologia, a pornografia promove a frustração sexual. “E essa frustração promove atos de violência. Aí entra a violência urbana, a violência doméstica“, acredita.

De acordo com Cláudio Rufino, a campanha nacional teve início em 2007 e já realizou eventos em diversas regiões brasileiras. No ano passado, em Rondônia, uma jornada reuniu simultaneamente 16 municípios para discutir a temática da pornografia.

A campanha ainda milita pela aprovação de uma proposta de emenda à constituição (PEC) relativa à taxação da indústria pornográfica no País. “Essa indústria goza de uma imunidade de impostos, isso é um escândalo“, protesta Rufino. O educador Ritásio Santos, 33, foi assistir à palestra na IBC após ler um livro do pastor. “Há um vazio nas pessoas. Elas estão em busca de um prazer artificial“.

O Atitude 434 promove até o início de dezembro palestras públicas sobre pureza sexual. “O movimento nasceu para desafiar homens e mulheres a manter o princípio bíblico de pureza, que é de abstinência aos solteiros e fidelidade aos casados“, explica Jones Brandão, um dos organizadores. Na noite do próximo domingo, será promovida a cerimônia de pacto de pureza, com a entrega de anéis para simbolizar o compromisso da pessoa em seguir o comportamento sexual defendido pelo movimento.

O pastor Cláudio Rufino é autor dos livros Batalha contra a Pornografia: em defesa da família e da Igreja e Os Malefícios da Pornografia para a Sociedade.

O nome do movimento Atitude 434 é referência ao texto da primeira carta do apóstolo Paulo aos Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 3 e 4: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra“.

Fonte: O Povo online