Os corpos de Gabriela Duarte de Souza, de 8 anos, Lucas Duarte de Souza, 12 e do pai deles Wanderson Duarte, de aproximadamente 30 anos, serão sepultados em Campo Grande, segundo informações da Igreja Internacional da Graça de Deus, da Capital. O velório de Jocelise Pereira Oliveira, 34, amiga da família ocorrerá em Três Lagoas. Wanderson e Jocelise eram pastores e morreram carbonizados.

[img align=left width=300]http://www.midiamax.com.br/sites/default/files/styles/mm_full1/public/arquivos/fotos/familiadedeus.jpg[/img]As crianças estavam sem cinto de segurança no banco de trás do carro e foram arremessadas para fora do veículo. Um dos membros da igreja disse neste domingo (4) que os corpos ainda não foram liberados do IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e não se sabe ainda o horário e o local do velório da família.

[b]Tragédia[/b]

Todos eles seguiam em um veículo Renalt pela BR-262, sentido Três Lagoas, na noite desse sábado (3). O carro era conduzido por Helen Rolon de Souza Duarte, mãe das crianças e única sobrevivente da tragédia. Ela foi conduzida com fratura e graves lesões para um hospital de Três Lagoas.

Segundo informações da Polícia Civil, a mulher está abalado e não tem condições de prestar depoimento. O veículo da família foi atingido por um Palio, cujo o motorista Roberto Benites, dirigia embriagado. Ele sobreviveu ao acidente, mas a passageira, Marlen Alves Costa, 21, morreu carbonizada no local do acidente.

Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Roberto seguia sentido Três Lagoas/Água Clara, invadiu a pista contrária, e bateu no carro da família.

No perfil do Facebook de Wanderson, amigos e colegas lamentaram a morte dos familiares. “Você foi um amigão. Rimos ontem pelo telefone, você foi um guerreiro meu amigo. Deus lhe receba meu amigo, pois você lutou aqui nessa terra como um homem de Deus, homem fiel, um amigo, meu amigo!!!!”, escreveu uma amiga de Wanderson.

De acordo com a PRF, os corpos das vítimas foram encaminhados para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Campo Grande. Só em 2015, 1223 pessoas dirigindo embriagadas nas rodovias de MS já foram flagradas pela polícia.

[b]Prisão[/b]

Roberto Benites foi preso na tarde de hoje e responderá por homicídio doloso. De acordo com o delegado Tiago Macedo dos Santos, da 5º Delegacia de Polícia de Ribas de Rio Pardo, após o acidente ele foi encaminhado para atendimento médico e depois de passar por duas avaliações recebeu alta. Logo em seguida o motorista foi preso em flagrante.

“Assim que recebemos a informação da alta médica do condutor do Pálio montamos uma diligência para que assim que ele saísse do hospital efetuássemos a prisão”, conta o delegado.

Ainda segundo o delegado, vários fatores comprovam que Roberto estava sob o efeito de álcool no momento do acidente. Além dos depoimentos dos investigadores, dois relatórios médicos atestam que o condutor estava embriagado no momento em que recebeu atendimento médico. A família de Roberto também declarou que ele ingeriu bebida alcoólica durante todo o sábado.

[b]Fonte: Midiamax[/b]