Vicente Menezes, 56 anos, era pastor da Igreja Quadrangular. Ele foi morto com sete tiros. Polícia acredita em execução.

A polícia abriu inquérito para investigar a morte do pastor Vicente Lopes Menezes, da Igreja Quadrangular. Ele foi morto a tiros na noite de quarta-feira (27), no sítio em que morava, no bairro Saré, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. O corpo da vítima foi velado nesta quinta (28), na igreja onde ele atuava.

[img align=left width=300]http://s2.glbimg.com/_KE0bY3PzEq8hCOjr_o3D8Mohrc=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/11/28/pastor.jpg[/img]De acordo com familiares, Menezes, de 56 anos, foi atingido por sete tiros. O crime aconteceu em um sítio onde há uma carvoaria de propriedade do pastor. Após o culto da quinta-feira à noite, a esposa e os três filhos de Vicente foram ao local em busca do pastor e o encontraram morto, ao lado da carvoaria. Ele teria ido à chácara apagar o fogo do carvão.

O caso está sendo investigado pela unidade integrada Pro-Paz de Ananidneua, em parceria com a Divisão de Homicídios e a seccional do distrito. A polícia não tem pistas da motivação do crime, mas afirma que nada foi roubado do local, o que levanta a hipótese de execução.

Testemunhas e familiares foram ouvidos nesta quinta (28) pelo delegado do caso, Benedito Vilhena, que buscou averiguar se o pastor teria problemas com alguém que pudesse motivar vingança. Uma equipe de policiais está em busca de informações na redondeza do local do crime.

O enterro estava marcado para ocorrer nesta sexta (29), às 9h, no Cemitério de Santa Izabel, em Belém.

[b]Fonte: G1[/b]