O pedreiro Sinual Soares, 45, morreu com uma facada que recebeu no lado direito do peito, dentro da Igreja Universal do Reino de Deus, do bairro Coroado, zona Norte de Manaus. Além da facada, ele teve os tendões dos pés cortados para não correr.

“Quem fez isso não queria que ele fugisse e uma pessoa sozinha não conseguiria fazer. Só pode ter tido a ajuda de mais alguém”, afirmou a filha de Sanual, Andruza Soares, 19.

A suspeita é de que o crime tenha sido cometido pelo pastor Edimar Carvalho Abade e ‘mãe’ Ivete Ferreira Abade por volta das 3h do sábado, 27, segundo o registro de ocorrência da Delegacia Especializada de Homicídios e Seqüestros (DEHS).

A suspeita da polícia é de que Sanual estava tentando assaltar o templo e portava uma arma. Entretanto, Andruza afirmou que o pai freqüentava o local como visitante há alguns meses e que nunca foi acusado de roubo antes.

O mecânico Francisco Alexandre Souza da Silva, 20, que estava junto no momento da ocorrência, foi preso e está no 9º Distrito Integrado de Polícia (9º DIP), acusado de participar do assalto.

Fonte: Portal Amazônia