Um pastor evangélico de uma igreja do subúrbio de Salvador está sendo acusado de assédio sexual. Ele é tio da menina de 13 anos que foi com a mãe dela até a Delegacia Especial de Repressão a Crimes contra a Criança e Adolescente (Derca).

A garota diz que foi obrigada a fazer fotos nua, inclusive com o conhecimento do pai dela. A polícia está investigando o caso.

O caso

Uma garota de 13 anos diz ter sido abusada sexualmente por dois tios. Em depoimento na Delegacia Especial de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Derca), ela afirmou também ter sido obrigada por seu pai, Adenilson Silva Cerqueira, 35 anos, a tirar fotos nuas.

Segundo policiais, ele tem probelmas mentais e é usuário de drogas. No sábado (24) à tarde, enquanto a jovem estava sendo fotografada, na casa de um dos tios no bairro de Águas Claras, em Salvador, a mãe dela, Ângela Maria Liria, presenciou toda a ação e chamou a polícia.

A jovem disse que foi abusada primeiramente, em dezembro, quando passava férias na casa do seu tio José Aldirir Liria, 28 anos. Segundo policiais, ele é pastor da Assembléia Universal de Paripe. Por último, a garota alegou que foi estuprada por um outro tio, identificado como Augusto César Silva Cerqueira, 40 anos.

Após prestar depoimento, a menina realizou exame de corpo delito no Instituto Médico Legal. Augusto Cerqueira também passou pelo mesmo procedimento, pois alegou que estava bêbado e que não lembrava de nada. A garota está em poder da mãe em um local não divulgado.

Fonte: iBahia