Pastor iraniano Yousef Nadarkhani está enfrentando uma sentença de morte por se recusar a renunciar a sua fé em Jesus, por isso ele pode passar mais um ano na prisão aguardar o resultado do seu recurso contra a decisão do tribunal.

Enquanto o veredito sobre o caso do pastor Yousef não é definido, autoridades iranianas continuam o pressionado para que se converta ao islamismo e negue sua fé cristã, segundo informações do The Christian Post.

Yousef Nadarkhani foi condenado por apostasia no ano passado e por isso foi condenado à morte por enforcamento pelas autoridades do Irã.

Agora, especialistas acham que esse atraso para a conclusão do caso é usado para tirar toda a atenção que o caso recebeu mundialmente, e mesmo assim as autoridades estão tentando todos os meios possíveis para convertê-lo ao islamismo.

Nadarkhani recebeu uma alternativa vinda das autoridades do país: se ele renunciasse sua fé e abraçasse o cristianismo, todas as acusações seriam retiradas. Mas o jovem pastor se recusou a fazer o que lhe foi proposto.

“Não existem garantias de que ele não será executado na prisão”, advertiu Jason DeMars, fundador do ministério Present Truth. “Pode acontecer a qualquer momento. Este é o caminho que o governo iraniano faz para executar pessoas. Eles não dão aviso prévio e fazem tudo em segredo.”

O caso do pastor Yousef Nadarkhani ganhou atenção internacional, tanto que autoridades de outros países como Hillary Clinton, secretária do Estado americano e outros mais se posicionaram contrários a sentença recebida pelo pastor.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]