O deputado federal pastor Manoel Ferreira (PTB/RJ) foi indicado para receber o Prêmio Nobel da Paz na edição de 2008. Ele é responsável, por exemplo, por implantar a Assembléia de Deus na Rússia, realizando trabalhos sociais. A indicação foi anunciada ontem pelo Itamaraty.

Manoel Ferreira é natural de Alagoas. Ele nasceu no dia 30 de maio de 1932 na cidade de Arapiraca. Ferreira disse – ao Alagoas 24 Horas, por meio de sua assessoria – que a indicação ao Nobel da Paz foi recebida com “extrema alegria, pelo reconhecimento de um trabalho que não se faz apenas como parlamentar, mas também como militante religioso”.

Manoel Ferreira é responsável, por exemplo, por implantar a Assembléia de Deus na Rússia, realizando trabalhos sociais com os menos favorecidos naquela região. Ferreira se coloca – conforme assessoria de imprensa – como um homem de Deus e à serviço da sociedade e do cristianismo. Este é o primeiro mandato de Manoel Ferreira.

Ferreira é formado em Direito e coloca que a indicação só aumenta o grau de responsabilidade com o qual encara seu trabalho, seja na Câmara dos Deputados ou junto às comunidades cristãs. “Levar a palavra de Deus, defender a família e a vida acima de tudo”, é assim que Manoel Ferreira define a missão que lhe foi conferida. O pastor, apesar de estar no primeiro mandato, já passou pelo PP, PDT e PTB.

O deputado é, atualmente, o vice-líder do bloco formado pelo PMDB, PTB, PSC, PTC na Câmara dos Deputados Federais e também vice-líder de sua agremiação. Entre as comissões, integra a de Direitos Humanos e Minorias, uma das que mais representa – segundo ele mesmo – seus ideais de luta. Manoel Ferreira já foi condecorado com a Medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo; com a Medalha Pedro Ernesto da Câmara Municipal do Rio de Janeiro e com a Medalha Tiradentes da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e é comendador da Ordem Internacional de Jornalistas.

Sensibilizado pela indicação do Itamaraty, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), sugeriu inclusive aos deputados a criação de um movimento de apoio da Câmara à candidatura do petebista. Toda a trajetória de luta de Manoel Ferreira está ligada – conforme ele mesmo coloca – a igreja da Assembléia de Deus. Ferreira é militante religioso desde a década de 1950 e foi ordenado pastor em 1960, em Madureira (RJ).

Atuou como pastor-presidente em diversas igrejas da Assembléia de Deus, em vários estados brasileiros. Formado em Teologia, Sociologia, Direito e Eletrônica, já foi presidente de diversas instituições e movimentos religiosos, como o Conselho Nacional de Pastores do Brasil, a Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil e Sul-Americana e a Conferência Pentecostal Sul-Americana. Atualmente, desenvolve obras missionárias no Brasil e em países estrangeiros, como Rússia e outras nações do Leste Europeu.

O pastor se destaca ainda com três livros escritos: “Não Apagueis o Espírito Santo”, “Reflexões e Desafios para o novo Milênio” e “Cidadania com os pés no chão”. Casado e pai de cinco filhos, pastor Manoel Ferreira divide seu tempo com a atividade parlamentar, a Igreja e a família. Em entrevista, Manoel Ferreira colocou: “Minha vida tem sido apenas de construir pontes de ajudar a unir forças”, finalizou.

Fonte: Alagoas 24 Horas