Um pastor protestante do convento dos Agostinianos de Erfurt (leste da Alemanha) morreu nesta quarta-feira, após imolar-se por medo da expansão do Islã no país.

O religioso, de 73 anos, e aposentado desde 1989, morreu em uma clínica na cidade vizinha de Halle, em conseqüência das graves queimaduras sofridas ao atear fogo no próprio corpo ontem, durante as festividades da Reforma de Lutero.

Segundo fontes do bispado da Saxônia, o pastor já estava há três ou quatro anos “intensamente preocupado” com o que considerava uma perigosa expansão do Islã na Alemanha.

Segundo a fonte, o pastor voltou a expressar seus temores de se auto-imolar.

Fonte: Último Segundo