O pastor presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus da Porto Velho, RO, Joel Holder, disse na quinta-feira durante seu pronunciamento na audiência pública sobre o Projeto de Lei da Homofobia, que, ao invés de ser aprovado o projeto no Senado, seria melhor os homossexuais se converter ao Evangelho.

Fazendo citações bíblicas, Joel Holder disse que a Bíblia tem supremacia sobre tudo o que está escrito e que a palavra de Deus não muda nunca. “Não sei o resultado desse projeto, ma sei que o dono da Igreja a defenderá, e esse dono é Jesus”, asseverou. “A Bíblia não muda, é a palavra de Deus. Esse projeto afronta os princípios cristãos”, arrematou.

Juarez

O chefe da Casa Civil, Joarez Jardim, foi o primeiro pastor a falar na audiência. Representando sua congregação cuja sede é em Ji-Paraná, Joarez disse que a Igreja quer apenas continuar pregando o evangelho. “A Igreja não discrimina, apenas não amamos o prática do pecado”, ressaltou.

Joarez disse ainda que também é contra o projeto que Regulamenta a profissão de prostituta, como forma de manter os bons costumes e a Bíblia, e além de tudo evitar a vergonha para os descendentes.

Fonte: O Observador