Mais uma igreja é vítima de ataques de vândalos. No último dia 28, assaltantes atacaram um templo evangélico na costa do Mar Negro, na Turquia. O grupo quebrou janelas e pichou uma placa da Igreja Protestante Ágape.

O incidente aconteceu na cidade de Samsun e foi relatado pelo pastor da denominação, Orhan Picaklar, à agência de notícias Compass.

Segundo Orhan, os assaltantes atiraram cerca de 30 pedras grandes que danificaram janelas e paredes da igreja. “Eu fiquei chocado, porque apesar de ataques anteriores, nunca tínhamos sofrido nada tão grande como nesse último ataque. Quando cheguei, às 5 horas, havia uns 20 policiais no nosso terreno, inclusive o vice-chefe de polícia de Samsun”, lembrou.

Dentro do templo, foi encontrado um bilhete pela polícia. Mas as autoridades não quiseram mostrar o papel para o pastor nem a nenhum outro fiel. Os policiais disseram que não era nada importante e deixou Orhan indignado. O chefe de polícia presente no local se recusou a incluir o comunicado na investigação oficial, pois disse que não tinha nada a ver com o caso. “Como é que um papel jogado dentro de nosso prédio não tem nada a ver com nosso caso?”, questionou o pastor.

Orhan contou que a perseguição é grande. Outros veículos noticiaram o incidente, mas a maioria não citou os atos de vandalismo e qualificou a igreja com uma série de pontos negativos.

O pastor contou que tem recebido muitas ameaças de morte por e-mail. Só no dia do ataque, ele recebeu duas. Um dos comunicados dizia que Orhan seria morto e estendeu a ameaça à congregação. Segundo o e-mail, os fiéis, chamados de “porcos cristãos” pelos ameaçadores, iriam “queimar no inferno”.

Fonte: Elnet