Um pastor de Santo Antonio, Estado americano do Texas, e uma mulher foram acusados de amarrar uma menina de 15 anos a um furgão e depois sair com o carro, arrastando-a pelo chão, disse a polícia neste domingo.

Segundo as autoridades, a menina foi “castigada” por se recusar a continuar um exercício de corrida em um acampamento cristão. O pastor evangélico Charles Flowers e a conselheira do acampamento Stephanie Bassitt foram presos na sexta-feira.

O caso ocorreu em junho deste ano. A mãe da menina procurou a polícia depois que a jovem foi hospitalizada devido aos ferimentos sofridos. De acordo com a cópia do depoimento obtido pela Reuters, a menina estava participando de uma corrida no estilo militar quando se cansou e não quis continuar.

Bassitt teria então segurado a adolescente enquanto Flowers a amarrava. A outra ponta da corda foi presa ao pára-choque de um furgão. A seguir, o veículo teria sido ligado e a menina, arrastada várias vezes.

Flowers e a igreja não quiseram comentar as acusações. O acampamento dirigido pelo pastor é freqüentado principalmente por adolescentes com problemas com álcool e drogas. Muitos são enviados ao local por ordem da Justiça.

Fonte: Paraíba Online