O Poder Judiciário iraniano emitiu uma decisão desconcertante sobre o caso do pastor Yousef Nadarkhani. Eles decidiram mantê-lo na prisão por mais um ano a fim de utilizar todos os meios possíveis para que ele se converta ao islamismo novamente.

Depois de um ano, não existem informações ou relatórios de como está o estado do pastor iraniano Yousef Nadarkhani. É claro que essa última atitude do governo com relação ao caso é para que eles consigam sair do foco de outros países que demonstraram preocupação com o fato ocorrido.

O advogado do pastor Yousef foi informado pelo chefe do Poder Judiciário, o aiatolá Sadeigh Larijani, ordenou que o juiz que presidente o julgamento, Sr. Ghazi Kashani, não tome nenhuma atitude com relação ao caso durante um ano.

A ordem era para não emitir nenhum veredito e manter o pastor Yousef na prisão. Eles foram orientados a usar todos os meios necessários para fazer ele se retratar e ele retornar ao islamismo.

Lembre que ele ainda está sob pena de morte, em uma decisão imposta em 2010 pelo tribunal de Rasht. Essa decisão foi confirmada pelo Supremo Tribunal em Qom em junho de 2011, após eles reexaminarem todas as provas favoráveis ao pastor.

Pedimos que todos se unam em oração por essa causa. Peça que Deus possa trabalhar a sua perfeita vontade na vida do pastor Yousef e para que sua família seja suprida durante esse tempo tão dfícil.

[b]Fonte: Present Truth por Missão Portas Abertas[/b]