Em esteiras de palha estendidas em frente à Igreja da Candelária, no Rio, um grupo de 20 manifestantes fez uma vigília em solidariedade ao bispo de Barra (BA), d. Luiz Flávio Cappio, e em protesto contra as obras de transposição do Rio São Francisco.

Alguns mantiveram-se em jejum, como foi o caso da pastora Nancy Cardoso, da Igreja Metodista de Volta Redonda, no sul do Estado.

“D. Cappio acordou mais cedo para a questão da transposição do São Francisco para acordar o resto do País. O que nós queremos são projetos econômicos viáveis, descentralizadores, a revitalização do São Francisco. Não queremos uma obra que não vai beneficiar as populações ribeirinhas, mas as indústrias, os exportadores de frutas”, afirmou Nancy.

Fonte: Estadão