Observando-se os relatos bíblicos e a história da Igreja, percebe-se que onde há seguidores de Cristo, ali haverá um pastor. Porém, desempenhar o ministério como Deus quer, requer conhecer a Bíblia. Isso vale tanto para pastores da Igreja brasileira como da Perseguida.

É disso que fala Fai*, pastor de uma grande metrópole na China (37º país na Classificação da Perseguição Religiosa ). Ele comenta que, tradicionalmente, a Igreja chinesa tem se preocupado com o crescimento numérico. “Ela não se preocupa com o crescimento espiritual das pessoas. Mas ao estudar a Bíblia, descobrimos que Jesus nos chama a fazer discípulos”.

[img align=left width=300]https://www.portasabertas.org.br/images/1120054/3112635[/img]Fai prossegue dizendo que, hoje, as igrejas em seu país são muito complicadas. “Há muitas atividades. Quando olho para a minha igreja como seu eu fosse alguém de fora, me pergunto: ‘Estamos fazendo eventos ou discípulos?’. Se não tiver discípulos, de que serve a igreja?”.

Liderança pelo exemplo
É, talvez pensando nos discípulos, que o apóstolo escreveu que os pastores devem ser “exemplos para o rebanho”. Madu*, pastor na Nigéria (14º país na Classificação), conta que isso só é possível de joelhos.

Ele atua em uma cidade do norte da Nigéria que tem sofrido com a atuação de um grupo terrorista. Ele se lembra de um ataque em que 15 igrejas foram bombardeadas e 200 pessoas morreram. Casado, pai de quatro filhos e pastor de 400 cristãos, Madu comenta que perseverar e fortalecer a congregação só é possível pela fé.

“Como pastor, tenho de me pôr de joelhos e pedir a Deus que me dê forças para prosseguir. Também oro por meu povo. Como líder, não posso fugir; devo permanecer com eles, liderá-los através de meu exemplo, encorajá-los e ensiná-los na Palavra de Deus. É difícil, e quando a pressão aumenta, ficamos confusos. É aí que oramos pedindo força. E Deus tem nos ajudado. Esta é a obra de Deus.”

[b]Domingo da Igreja Perseguida (DIP)
[/b]
Você pode abençoar pastores e líderes africanos como Madu. Ao cadastrar a sua igreja para realizar o DIP no dia 25 de maio, você contribui com a divulgação da causa da Igreja Perseguida para mais pessoas, mobilizando cristãos brasileiros a orar e contribuir no apoio aos nossos irmãos. Pastores e líderes fortes, igrejas fortes. Participe!

*Nomes trocados por motivos de segurança.

[b]Fonte: Revista Portas Abertas[/b]