Nos últimos sete anos as estatísticas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) confirmam que o número de casamentos no Piauí vem aumentando e o mês preferido das noivas é dezembro.

Somente em dezembro do ano passado foram realizados 1.526 casamentos, seguido pelo mês de maio com 1.289. A escolha pelo mês de dezembro é influenciada pelo 13º salário e pelas festividades comumente realizadas neste período.

Por outro lado o mês de agosto continua sendo o mais evitado pelas noivas, pois elas obedecem à tradição e acreditam que este é o mês do desgosto. O ano de 2005 foi o campeão em realização de casamentos, sendo 11.312 no Piauí e 2.920 só em Teresina.

Porém, não foram somente os casamentos que tiveram um crescimento. O mesmo aconteceu com os divórcios. Pelo menos 1.182 casais se divorciaram em 2004 no Piauí e em Teresina o ano que registrou o maior número de divórcios foi 2004, com 287 separações judiciais. Uma observação feita pelo Supervisor de Informações do IBGE no Piauí, Pedro Soares da Silva é que o piauiense se divorcia mais, mas volta a casar com maior freqüência, aumentando também a proporção de casamentos nos quais um dos cônjuges ou ambos eram divorciados.

“No geral o divórcio é abertura para as pessoas fazerem um novo casamento. Sendo assim, o divórcio não acaba com a instituição que é o casamento, ele abre para outro”, ressaltou.

No Fórum Central de Teresina a realização dos casamentos é feita sempre na sexta-feira, o dia que o fórum dedica para a realização de cerimônias cíveis, já que a demanda de processos de um fórum é muito grande, chegando a realizar mais de 20 cerimônias em um único dia. Esse é um dia muito especial para os futuros casados e muitas noivas não dispensam seus direitos e exigem uma cerimônia com tudo que elas têm direito: vestidos mais bonitos, penteado no cabelo, maquiagem especial e a presença dos familiares e amigos.

“Apesar de ser muita gente casando no mesmo dia, quase ao mesmo tempo, eu não dispenso o que tenho direito, estou aqui toda produzida, só não vim de vestido de noiva porque vou casar no religioso e como manda a tradição, eu entrarei na igreja de branco, véu e grinalda e acompanhada pelo meu pai”, disse muito emocionada Rosalia Sousa, que estava no fórum aguardando ser chamada pelo Juiz para dar inicio à cerimônia.

Fonte: Diário