Metade dos americanos que comemoram o Natal dizem que é “altamente religioso” para eles, continuando a tendência ascendente verificada desde 1989, mostrou a pesquisa da Gallup.

Este ano, aqueles que comemoram o feriado, 51 por cento dos americanos observam isso como um “feriado fortemente religioso,” acima de 49 por cento em 2006 e 40 por cento em 1989. Entretanto, a porcentagem dos americanos que dizem que comemoram o Natal – como um feriado secular ou religioso – tem se mantido consistente desde 1994, variando de 93-96 por cento, segundo a Gallup.

A pesquisa também mostra que as pessoas que vêem o Natal como “altamente religioso” e aqueles que o vêem como “não muito religioso” celebrar o feriado de forma semelhante em muitas maneiras.

Ambos os grupos presentes de câmbio, se reunem com familiares e amigos, participam de festas de Natal, armam árvores de Natal, e penduram enfeites em proporção relativamente semelhante. Mas aqueles que vêem o Natal como “altamente religioso” e aqueles que não se dividem quando se trata de tomar tempo para refletir sobre o nascimento de Cristo (98 por cento versus 31 por cento, respectivamente), apresentam decoração com significado religioso, como um presépio (86 por cento versus 25 por cento), assistem aos serviços religiosos na véspera de Natal ou o Dia de Natal (84 por cento versus 17 por cento), e assistem a um concerto de Natal (71 por cento versus 34 por cento).

Um novo estudo da Pesquisa LifeWay semelhantemente mostrou que nove em cada 10 americanos (91 por cento) celebram o Natal, incluindo muitos não-cristãos. A maioria dos agnósticos ou as pessoas que não tem preferência (89 por cento) celebram o Natal, bem como aqueles de outras religiões (62 por cento), e até mesmo ateus (55 por cento) consideram o feriado de alguma forma.

“Ao longo das últimas três décadas, o percentual daqueles que celebram o Natal e o descrevem como feriado `altamente religioso` para eles tem aumentado,” observa o relatório da Pesquisa Gallup. “Assim, o aspecto religioso do Natal pode estar crescendo em importância, no entanto, os americanos são mais propensos a participar das tradições do Natal não-religioso, mais do que o religioso.”

Os resultados para pesquisa Gallup/Today dos EUA se baseiam em entrevistas telefônicas realizadas de 10 a 12 dezembro de 2010, com uma amostra aleatória de 1.019 adultos, com idade de 18 para cima.

[b]Fonte: Christian Post
[/b]