O pastor Jeremiah Wright, o polêmico ex-assessor espiritual do senador democrata Barack Obama, cancelou o esperado sermão que faria nesta terça-feira na igreja Fellowship Church, em Tampa (Flórida, Estados Unidos).

Earl Mason, porta-voz da igreja, disse também que a visita de três dias do pastor evangélico à Flórida foi cancelada devido a problemas de segurança.

O porta-voz acrescentou que a decisão foi tomada depois que as autoridades do condado de Hillsborough desistiram de resguardar Wright, sem explicarem as razões.

O sermão de Wright era aguardado com expectativa após a polêmica gerada há duas semanas, quando várias emissoras de TV americanas divulgaram trechos de seus inflamados discursos.

Em um desses sermões, o reverendo de Chicago convida os negros de sua comunidade a entoarem as palavras “Deus amaldiçoe a América”, ao invés do tradicional “Deus abençoe a América”.

Mensagens como essas prejudicaram a campanha de Obama, que durante as duas últimas décadas compareceu à igreja de Wright em Chicago.

O senador também foi forçado a se afastar do reverendo e a criticar publicamente os polêmicos sermões.

A igreja de Tampa tinha proibido o uso de câmeras ou quaisquer outros aparelhos de gravação, como telefones celulares, durante os atos de Wright.

Além do sermão, estava previsto que Wright participaria de vários atos adicionais durante os próximos dias para comemorar o décimo aniversário da igreja Fellowship Church.

Fonte: EFE