Policiais cumpriram mandado de busca e apreensão da Justiça na casa do pastor José Elias Galvão, suspeito de crime sexual.

Policiais civis de Tarauacá e Feijó, no Acre, sob o comando do delegado Diogo Cavalcante, deram cumprimento na terça-feira, 22, a um mandado de busca e apreensão da Justiça na casa do pastor José Elias Galvão, suspeito de crime sexual.

Na residência do acusado a polícia apreendeu 39 munições calibre 22 e farto material supostamente usado para prática de pedofilia.

O material apreendido será encaminhado para pericia, segundo Diogo Cavalcante, responsável pela ação da polícia. José Galvão que é policial civil aposentado, não se encontrava em casa e escapou da prisão em flagrante por posse de munição, porém foi instaurado inquérito policial que deverá ser concluído em 30 dias e encaminhado a Justiça.

A polícia investiga o suposto pedófilo, que estaria usando a igreja para atrair suas vítimas. O delegado Diogo Cavalcante esclareceu também, que as investigações vão continuar e que preliminarmente é possível vislumbrar indícios da prática criminosa. “A sociedade pode ficar tranqüila que a Polícia Civil vai assegurar uma investigação imparcial, para assegurar a efetividade da Justiça”, destacou Diogo.

[b]Fonte: O Rio Branco[/b]