A fim de controlar os manifestantes, que protestavam contra a detenção de dois católicos, policiais usaram gás lacrimogêneo, cassetetes e cães. Cerca de 40 pessoas ficaram feridas.

O protesto aconteceu no dia 4 de setembro em Nghi Phuong, sul de Hanói, em resposta à prisão dos cristãos Nguyen Van Hai,43 anos, e Ngo Van Khoi, 53. Ambos foram presos em 22 de maio por “perturbar a ordem pública”.

Os manifestantes alegaram que a polícia havia prometido libertar os cristãos em 4 de setembro, embora ela tenha negado essa afirmação. Durante o protesto, cerca de 15 pessoas foram presas.

Em 8 de setembro, a Federação Católica dos Meios de Comunicação do Vietnã lançou uma declaração condenando o papel do governo em permitir a resposta violenta da polícia aos manifestantes.

“As leis do Vietnã tornaram-se um meio eficaz de as autoridades reprimirem seu próprio povo sempre que quiserem”, dizia a declaração.

O Vietnã ocupa o 21º lugar na Classificação de países por perseguição. Nos próximos anos, é improvável que a situação mude em favor da minoria cristã. As autoridades começaram a colocar mais e mais restrições em assuntos que sofreram uma abordagem mais “frouxa” do governo ao longo dos anos.

[b]Fonte: World Watch Monitor [/b]