O prefeito de Assis, cidade no oeste da Itália onde nasceu são Francisco (1182-1226), “santo” católico famoso por ter consagrado sua vida à defesa dos pobres, promulgou um controvertido decreto que restringe a mendicância, segundo informou ontem o diário “La Reppublica”.

A medida impede a mendicância a menos de 500 metros de igrejas, praças e edifícios públicos. Também fica proibido deitar no chão perto da entrada de locais de culto e órgãos públicos.
O prefeito Claudio Ricci (direita) afirmou que o objetivo do decreto é “preservar o caráter sagrado de Assis, sem renunciar à noção de acolhida”.

Já o presidente do Conselho Pontifical Justiça e Paz, monsenhor Renato Martino, rebateu: “Mendigar não é um delito”. “São Francisco é o santo dos pobres, e sua doutrina continua sendo atual. Como cristão, não compreendo essa medida”.

Fonte: Folha de São Paulo