O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse ter pedido ao papa Bento 16, durante um encontro nesta quinta-feira na cidade israelense de Nazaré, que condene a retórica iraniana contra o Estado de Israel.

“Pedi a ele, como figura moral, que faça sua voz ser ouvida alta e continuamente contra as declarações vindas do Irã”, disse Netanyahu à TV do país. “Disse a ele que não é possível que, no início do século 21, exista um Estado que diz que vai destruir o Estado judeu e não se escute uma voz condenando isso.” “Ele disse que condena todos os tipos de antissemitismo e ódio contra o Estado de Israel”, disse Netanyahu.

Em inúmeras ocasiões, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, colocou em dúvida o Holocausto e criticou o Estado de Israel. Em uma das mais recentes, em 20 de abril, o presidente disse que Israel tem um “governo racista”, em referência ao tratamento dado aos palestinos.

Processo de paz O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse que a conversa entre Netanyahu e o papa se concentrou no processo de paz com os palestinos.

Durante sua atual viagem ao Oriente Médio, Bento 16 defendeu a criação de um Estado Palestino independente e soberano.

Por sua vez, Netanyahu – que até agora não endossou publicamente a solução de dois Estados existindo lado a lado, um israelense e um palestino, para trazer a paz à região – disse que Israel quer paz com os palestinos, mas “apenas o tipo de paz que traga segurança”.

“Não queremos dominar outro povo, mas também não queremos que um Estado terrorista apoiado pelo Irã surja ao nosso lado e ponha em risco a segurança de Israel”, disse ele, segundo o jornal israelense Haaretz.

Durante sua passagem pela cidade palestina de Belém, na terça-feira, o papa também criticou a barreira construída por Israel na Cisjordânia e solidarizou-se com os refugiados palestinos no campo de refugiados de Aida.

Netanyahu deve se encontrar com o presidente americano, Barack Obama, em Washington no dia 18, encontro considerado crucial para o futuro do processo de paz na região.

Bento 16 chegou na manhã desta quinta-feira à cidade de Nazaré, no norte de Israel, e celebrou uma missa com a participação de cerca de 40 mil pessoas.

Fonte: BBC BRasil