No começo deste mês, a Igreja Presbiteriana do Brasil retomou um serviço que havia sido suspenso há cerca de dois anos: o disquepaz. Por meio do número (14) 3203-1302, qualquer pessoa que está passando por problemas emocionais pode ouvir uma palavra de conforto e de estímulo.

O serviço está disponível 24 horas por dia. A ligação é gratuita. Ao fim da mensagem, aqueles que querem um atendimento mais personalizado podem deixar o número do telefone ou o endereço de casa que será procurado por representantes da igreja.

O pastor Marcos Roberto da Rocha Rodrigues é o responsável por ler todas as mensagens deixadas. Ele faz isso todos os dias de manhã. Cada dia é uma mensagem diferente, com duração média de um minuto e meio.

O objetivo, segundo o pastor, é aliviar um pouco o desespero das pessoas e induzi-las à reflexão. Esse seria o trabalho inicial para depois ser complementado com uma visita ou contato telefônico.

“Decidimos retomar esse trabalho porque entendemos que é uma maneira eficiente de entrar nos lares levando uma mensagem de esperança”, explica o pastor, que avalia estar cada vez mais difícil o contato com famílias que não frequentam a igreja. “Por questão de segurança, as famílias estão se fechando em suas casas e estão confiando muito pouco uma nas outras”, observa.

O pastor acredita que o telefone abre caminho para a aproximação de pessoas que não estão dispostas a procurar uma igreja de início. “Entendo que o telefone é uma ferramenta que temos de usar, pois é de fácil acesso e abrange muitas pessoas”, argumenta.

Na opinião do presbítero Francisco Alberto Pesso Lopes, a igreja tem de se adaptar à nova realidade. “Ela tem de usar todos os meios éticos para proclamar o evangelho de Jesus e levar um pouco de paz e conforto às pessoas.”

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru