O Papa Bento XVI recebeu nesta quinta-feira, no Vaticano, o presidente francês Nicolas Sarkozy, com quem conversou por 25 minutos sobre questões internacionais.

Sarkozy deve ainda jantar, no fim da tarde, com os primeiros-ministros Romano Prodi — Itália — e José Luis Zapatero — Espanha –.

“Particular atenção foi dedicada à situação internacional, ao futuro da Europa, aos conflitos no Oriente Médio, aos problemas sociais e políticos de alguns países africanos e o drama dos reféns”, segundo uma nota oficial do Vaticano.

O presidente francês acompanha com muita atenção o caso da franco-colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada há mais de cinco anos pela guerrilha das Farc. Durante o encontro foi examinado também o papel das religiões no mundo, em particular a religião católica, segundo a Santa Sé.

Presidente de uma república laica, Nicolas Sarkozy já declarou inúmeras vezes ser católico, e qualifica como “determinante” o cristianismo na identidade nacional francesa.

Sarkozy deve se encontrar no final da tarde com o colega Giorgio Napolitano antes de jantar com os chefes do governo italiano Romano Prodi e espanhol José Luis Rodriguez Zapatero, para discutir a ementa do projeto de União mediterrânea.

Os três líderes, acompanhados por seus conselheiros diplomáticos, irão abordar esse projeto, considerado muito importante pelo presidente francês. Entretanto, os mandatários italiano e espanhol são mais reticentes, pois pretendem evitar a criação de uma nova estrutura que possa se sobrepor às já existente nos países mediterrâneos, de acordo com uma fonte diplomática italiana.

Fonte: AFP