A Polícia Metropolitana de Bogotá prendeu um homem que se passava por padre para recolher ajuda supostamente destinada ao socorro dos afetados pelo terremoto do último dia 12 no Haiti, informaram hoje fontes oficiais.

Segundo as autoridades, Wilmar Alexander Díaz, 18, chegou a juntar 5 milhões de pesos colombianos (mais de R$ 4.500) de quase cem doadores do bairro de Santa Fé, na região central da capital colombiana.

O coronel Carlos Jaime Villamizar, comandante da polícia no bairro no qual o falso padre agia, afirmou que Díaz se passava por sacerdote da Igreja Católica na cidade de Medellín e chegou a Bogotá há três meses. Na capital, Díaz pedia “dízimos” com o objetivo de bancar a construção de sua paróquia em um populoso bairro de Medellín.

“A capacidade de enganar de Wilmar Díaz era tanta que, no dia 4 de dezembro, ele rezou uma missa na Igreja de Santo Agostinho, se aproveitando da bondosa atitude do padre Arcirio Escobar, pároco deste templo que acreditou em sua história”, disse o policial.

A captura de Díaz ocorreu depois das suspeitas de um policial que recebeu várias denúncias sobre um jovem sacerdote que pedia doações de até 200 mil pesos (mais de R$ 180) para enviá-las ao Haiti. Com isso, a polícia e um grupo de moradores decidiram abordar o falso padre nas imediações de uma igreja para que revelasse sua identidade e confessasse suas intenções.

As autoridades acusam Díaz dos crimes de falsidade ideológica e fraude.

Fonte: Folha Online