A Polícia Militar prendeu um assessor técnico da prefeitura de Campinas e pastor evangélico acusado de estupro e de atentado violento ao pudor.

Ele foi detido na noite de quarta-feira, 30, depois de tentar assediar uma jovem de 18 anos, que conseguiu fugir e fotografá-lo.

Rubisvan Petronilio da Silva, de 32 anos, é pastor em uma igreja no bairro Jardim Satélite Íris e trabalhava em uma administração regional da prefeitura. Segundo a PM, de terno e simulando ter uma arma, ele abordava mulheres no bairro Vila Georgina.

Duas vítimas de estupro e uma de tentativa de atentado violento ao pudor reconheceram o acusado. Elas têm entre 15 e 20 anos. Segundo a PM, o acusado reconheceu parte dos crimes e foi levado para a cadeia do 2º Distrito Policial de Campinas.

Na tarde desta quinta-feira, 31, a prefeitura exonerou o acusado, que foi candidato a vereador pelo PRP em 2008. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, o servidor foi nomeado, em fevereiro deste ano, para um cargo comissionado na função de assessor técnico departamental.

O advogado do acusado não foi localizado.

[b]Fonte: Estadão[/b]