Foi preso suspeito estuprar um menino de 12 anos, um pastor de igreja evangélica de Ituaçu, Goiás. A prisão do pastor foi efetuada ontem (25).

A vítima era vizinha do suposto estuprador, o que teria facilitado o acesso ao menino. De acordo com informações da Polícia Civil (PC), o menino tem deficiência intelectual e foi coagido a não contar a ninguém o que havia ocorrido.

Segundo a PC, a violência sexual teria acontecido atrás da igreja, no dia 08 de fevereiro. Segundo o delegado responsável pelo caso, Humberto Menezes Neto, o crime aconteceu durante uma noite de chuva. O pastor teria levado o menino até o local do abuso dizendo que gostaria de falar com ele. Depois, ele ainda teria coagido o menino dizendo que o mataria se contasse a alguém o que aconteceu.

O menino relatou o ocorrido a mãe que fez a denúncia a polícia. De acordo com as investigações, a ação teria sido primeiro abuso à criança e não chegou a ser penetrada. Após a prisão, o pastor de 48 anos as acusações. Ele foi autuado por estupro de vulnerável.

O caso chocou os moradores da cidade. O suspeito está na cadeia pública de Itauçu, onde aguarda julgamento. Ele pode ser condenado a até oito anos de prisão, se for comprovada a veracidade dos fatos.

[b]Fonte: DM[/b]