“Os cristãos do Reino Unido devem amparar os cristãos da Terra Santa, que se sentem ignorados e esquecidos.” Este foi o apelo lançado, em Londres, pelo primaz da Igreja Anglicana, Dr. Rowan Williams, arcebispo de Cantuária, durante uma conferência promovida pelo “Biblelands”, que ajuda as comunidades cristãs da Terra Santa.

Descrevendo a situação na qual vivem os cristãos no Oriente Médio, Dr. Williams reiterou a necessidade de despertar a atenção dos ingleses sobre as dificuldades enfrentadas pelos cristãos nessa região. “Basta pensar na vida dos cristãos iraquianos que migram, alimentando, assim, um verdadeiro êxodo. Os que permanecem estão expostos à violência e ao fundamentalismo”, sublinhou.

Já o ministro do Interior esloveno, Dragutin Mate, rejeitou ontem a proposta da Alemanha de pedir aos Estados-membros União Européia que aceitem os pedidos de asilo político dos cristãos iraquianos. Tal proposta foi anunciada recentemente pelo ministro do Interior alemão, Wolfgang Schäuble.

“O direito ao asilo deve ser concordado sem distinção de raça ou religião”, afirmou o ministro em sua chegada a Luxemburgo, onde presidirá a reunião do Conselho de Ministros da União Européia, que se inicia hoje.

Fonte: Rádio Vaticano