Fiéis da Igreja Apostólica Renascer em Cristo se disseram decepcionados com a condenação dos fundadores da igreja, Estevam e Sônia Hernandes, a cinco meses de detenção em regime fechado e a cinco meses de prisão domiciliar nos Estados Unidos.

Na entrada da sede da igreja, no bairro do Cambuci, na região central da Capital, a estudante Eliane Lima Ferreira, de 23 anos, contou que toda a sua família ficou chateada com a prisão de Estavam e Sônia e que sua mãe está orando muito por eles. “É muito chato pensar que eles vão ficar presos esse tempo todo.”

A dona de casa Maria da Glória Silva, de 61 anos, também se mostrou decepcionada com a decisão da Justiça dos EUA. “Temos de falar com Deus, pois só Ele vai dizer o que é certo e o que é errado. Fiquei triste, muito triste.”

À espera de uma amiga, na porta do local, um casal que não quis se identificar usava camisetas com as fotos de Estevam e Sônia. Eles silenciaram sobre a condenação, dizendo apenas que todos devem assistir aos cultos.

Um show de bandas evangélicas movimenta na noite desta sexta a sede da Renascer. No palco, nenhuma palavra sobre a decisão judicial. A igreja segue a sua programação normal. Todas as sextas-feiras, jovens se reúnem no local para o show e para uma confraternização.

Fonte: EPTV