Os termos de prisão entregues para Lepes Omarov e outro cristão em Karakalpakstan no dia 8 de julho de 2010, tornou conhecida a prisão de mais sete pessoas que receberam ordens de prisão em 2010 para serem punidos por causa de suas atividades religiosas.

De acordo com uma matéria por Felix Corley, da agência de notícias Forum 18, toda atividade religiosa no Karakalpakistan, fora das mesquitas aprovadas pelo Estado e da igreja Ortodoxa Russa, é proibida.

Em outro lugar do Uzbequistão, um cristão da região de Tashkent recebeu um alerta por escrito de que “como líder de uma célula protestante ilegal”, ele estava infringindo a lei ao realizar reuniões religiosas e compartilhando sua fé, e pode ser condenado.

Corley afirmou que uma operação “antiterror” em Fergana surpreendeu dois cristãos batistas que estavam distribuindo livros cristãos. Eles foram multados, e o tribunal “considera necessário” que os quatro livros que foram confiscados sejam destruídos.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]