Na terça-feira (16/6) foi aprovado em primeira votação o Projeto de Lei 341/2009 de autoria do vereador Marcelo Aguiar (PSC) que obriga a colocação de placas informativas a respeito da pedofilia nos meios de transporte coletivo no âmbito da cidade de São Paulo.

Para defender o PL, o vereador utilizou dados recentes divulgados pela SPTrans. “A cidade de São Paulo possui cerca de 11 milhões de habitantes e, diariamente, 55% das viagens motorizadas são por meio de transporte coletivo”, explica. “Os ônibus abrangem 70% dessas viagens e com isso milhares de paulistanos serão alcançados com informações a respeito de como se prevenir e denunciar.”

Segundo o parlamentar, a idealização da propositura surgiu com as reuniões da CPI da Pedofilia e do Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil, ainda em andamento na Câmara Municipal paulistana. Na 4ª reunião ordinária, um estudo apresentado pela psicóloga Lucia Williams do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), mostra que o abuso contra a criança é o delito menos denunciado do mundo, já que 90% dos casos permanecem encobertos. “Um dado como este não pode ser deixado de lado. As pessoas precisam denunciar, inclusive as vítimas. Elas precisam saber que isso não é carinho, é violação de direitos”, atestou o vereador Marcelo Aguiar.

O Projeto de Lei que prevê a colocação de placas informativas à pedofilia e ao abuso nos meios de transporte coletivo voltará ao plenário em 2ª discussão.

Fonte: Assessoria de Imprensa