A Rede de Radiodifusão de Cristãos (Believers Broadcasting Network – BBN) em Serra Leoa, sofreu um ataque no último dia 4 de agosto. Dois apresentadores da rádio foram baleados e ficaram seriamente feridos.

O caso só veio à tona depois que a ONG Repórteres Sem Fronteiras condenou o atentado. “Este ataque deveria ser seriamente observado pois ocorreu poucos dias antes das eleições gerais do dia 11 agosto”, disse a ONG que defende a liberdade de imprensa, em um comunicado.

Um empregado disse que aproximadamente 10 pistoleiros invadiram os estúdios de BBN, por volta das 4 da manhã do dia 4 de agosto, apontando as armas para os apresentadores Mohamed Kamara e Patrick Thomas.

Um dos homens desarmou um guarda de segurança que tentou intervir. Os invasores ordenaram então que ele se deitasse e atearam fogo contra ele, enquanto espancavam os apresentadores.
Foram levados dois computadores, além de outros equipamentos e dinheiro das vítimas.

No final da ação, os homens atiraram contra Mohamed e Patrick. Eles foram levados ao hospital e não correm mais riscos.

A polícia está investigando o atentado, mas não acredita em motivação política.

A ONG Repórteres Sem Fronteiras defende jornalistas presos e pressionam pelo cumprimento da liberdade de expressão ao redor do mundo.

Fonte: Portas Abertas