Além de ser pirata, a rádio Esperança, que veiculava campanhas eleitorais antes do autorizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), interrompeu suas operações na freqüência 106,7 FM.

Da Redação, com Rádio Bandeirantes
brasil@eband.com.br

Além de ser pirata, a rádio Esperança, que veiculava campanhas eleitorais antes do autorizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), interrompeu suas operações na freqüência 106,7 FM.

“Já ta desligada a rádio. Já ta fora do ar. Já me desfiz dos aparelhos. Já era”, sentenciou o Pastor Vinícius Abreu, responsável pela emissora, dizendo que desligou os transmissores após reportagem da Rádio Bandeirantes.

Além de decretar o fim do veículo, Abreu prometeu não voltar à ativa. No entanto, ele já é um velho conhecido da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que promete ficar de olho nele e agir rapidamente caso resolva voltar.

A rádio religiosa vendia por R$ 400 mensais espaços na programação de uma hora. Perguntado pela reportagem se Deus aprovaria o empreendimento, Abreu abençoou. “Agostinho, que Deus o abençoe infinitamente. Te retribua e te abençoa da mesma forma que você está nos abençoando (sic)”.

Fonte: eBand