A Record adquiriu as três temporadas da série “Spartacus”, já cancelada pelo canal americano Starz.

Produção muito elogiada e que chama atenção pela quantidade de lutas carregadas de sangue. Nudez e sexo também aparecem como outros dos seus principais ingredientes, inclusive com a presença de relações homossexuais.

O anúncio da sua aquisição, segunda-feira no Rio de Janeiro, para representantes das emissoras próprias e afiliadas provocou surpresa.

Para o colunista do UOL, Flávio Ricco, ou a Record mudou seu posicionamento ou vai realizar um festival de cortes, até mais violentos que os apresentados na própria série.

“Spartacus” irá ao ar, evidentemente, bem tarde da noite, colada, ou servindo de passagem, veja só, para a programação da igreja, conclui Ricco.

[b]Fonte: UOL[/b]