Os apresentadores teriam recebido a ordem de gravarem os depoimentos, já com texto pronto e a acatarem a determinação “sem gerar conflitos”.

A TV Record estaria obrigando seus apresentadores a gravarem vídeos de apoio a uma campanha contra as drogas promovida por um bispo da Igreja Universal, e a ordem teria causado desconforto aos funcionários da emissora de Edir Macedo.

O bispo Rogério Formigoni é conhecido dentro da Igreja Universal por promover sessões de aconselhamento e orações contra vícios, e a Record convocou seus apresentadores a gravarem depoimentos de apoio à “Campanha contra os Vícios”, segundo informações da jornalista Keila Jimenez, da Folha de S. Paulo.

Os apresentadores teriam recebido a ordem de gravarem os depoimentos, já com texto pronto, e aconselhados a acatarem a determinação “sem gerar conflitos”. Jimenez afirma ainda que alguns apresentadores chegaram a questionar a direção da emissora, mas foram orientados a seguirem as ordens.

“Sou aliado de Formigoni nessa jornada por um Brasil melhor”, diz trecho de uma das mensagens que os apresentadores teriam sido obrigados a gravar.

A direção da emissora foi questionada sobre o assunto e afirmou que fez um convite aos funcionários para apoiarem a campanha com depoimentos. A Igreja Universal optou por não comentar as acusações.

Veja no vídeo abaixo, a partir dos 7 minutos, o depoimento de Rodrigo Faro:

[b]Fonte: Gospel +[/b]