O Reino de Barein terá uma nova igreja católica. A estrutura será construída no terreno que foi doado pelo rei do país.

O anúncio foi proferido ontem pelo rei que responde ao convite feito por Bento XVI ao país árabe durante a apresentação das credencias do novo embaixador junto à Santa Sé, Naser Muhamed Youssef Al Belooshi, em 18 de dezembro passado.

Durante a audiência ao representante do reino árabe, no Vaticano, o papa afirmou: “Todos estão conscientes de que hoje, com o aumento do número de católicos, da necessidade de construir outros lugares de culto”.

Dos 800 mil habitantes do Reino de Barein, 80% são muçulmanos. Os católicos são 10% da população, a maioria proveniente de países asiáticos. O Barein é o primeiro país árabe que permitiu a construção de uma igreja católica. De fato, este ano será comemorado 70° aniversário de abertura da igreja do Sagrado Coração, inaugurada na noite de Natal de 1939.

A decisão do rei de Barein chega após um 2008 que trouxe progressos significativos nas relações entre Santa Sé e o país árabe. Além da chegada do primeiro embaixador no Vaticano, se realizou também, em 2008, o encontro entre Bento XVI e o rei de Barein, Hamad bin Isa Al Khalifa.

O pastor protestante, Hani Aziz, da Igreja Nacional Evangélica, espera também que o rei doe um terreno onde os protestantes possam construir uma nova igreja.

Fonte: Rádio Vaticano