Um evangelista, polêmico por usar violência em sua ministração como chutes e socos para curar as pessoas, pode ter sua visita ao Reino Unido barrada.

O pastor Todd Bentley ficou conhecido por um movimento de reavivamento no passado e gerou polêmica ao alegar que a violência, como um chute na cara de uma senhora, foi um mandamento do Espírito Santo, de acordo com um vídeo no YouTube.

“Assim que minha bota tocou o nariz dela, ela se sentiu sob o poder de Deus”, disse o pastor de 36 anos, segundo o site inglês “Daily Mail”.

Em uma outra ocasião, o pastor, que já foi acusado de abusar sexualmente de uma criança de 7 anos quando jovem, fez um homem perder um dente com o uso de gestos violentos.

Um parlamentar de Croydon North, Malcolm Hunt Wicks fez um pedido à secretária do Estado, Theresa May, que se proíba o pastor de entrar no Reino Unido.

Bentley tem uma turnê programada para acontecer no dia 30 de agosto no Conference Centre de Croydon com capacidade para 400 pessoas, antes de visitar Liverpool, Cwmbran e Co Armagh em setembro.

Para o Dr. Michael Nazir-Ali, o antigo Bispo de Rochester, a secretária de Estado deve decidir se a polícia deve participar, caso ela tenha qualquer suspeita de que violência será usada contra as pessoas que são doentes ou vulneráveis.

Bentley é canadense e recebeu atenção internacional por ser a figura chave no “Reavivamento de Lakeland”, na Flórida, em 2008. O fenômeno atraiu 10.000 pessoas por noite quando ele era o pregador principal.

O evangelista foi depois criticado por ocasionalmente usar de violência com alguns participantes.

Em uma reportagem investigativa pela ABC News’ Nightline no mesmo ano, foi revelado o seu passado criminal. Bentley saiu do movimento e logo depois anunciou um relacionamento extra-conjugal com uma membra de sua equipe. Ele veio a se casar de novo depois de sua separação.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]