Nesse mês, o Evangelical Fellowship of India (EFI, sigla em inglês – Comunidade Evangélica da Índia) publicou seu relatório sobre a perseguição aos cristãos. “O ano de 2017 começou com numerosos relatos de violência e intimidação contra a comunidade cristã, que faz parte da minoria religiosa no país”, começa o texto. Dos dezoito incidentes registrados, quatro ocorreram no estado Madhya Pradesh, três em Maharashtra, o segundo estado mais populoso do país e dois em Telangana, região de Andhra Pradesh, entre outras localidades. Pelo menos um cristão perdeu a vida e houve oito casos de violência física, conforme o relatório.

[img align=left width=300]http://arquivos.editoracpad.com.br/uploads/2017/02/23/540x350_india.jpg[/img]“A contribuição desses relatórios é muito importante para a igreja na Índia. Se tivéssemos que contar com a mídia nacional, provavelmente, teríamos o registro de menos de 20% desses incidentes. A EFI não está apenas coletando e verificando detalhes, mas também usando esses resultados para abordar o governo indiano, apontando para a necessidade de alguma ação. Infelizmente, até agora, o governo não tomou nenhuma medida para conter o enorme número de incidentes violentos contra os cristãos. Como resultado, os extremistas hindus continuam atacando com impunidade”, lembrou um dos colaboradores da Portas Abertas.

A Índia, que ocupa o 15º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, subiu duas posições em relação ao ano passado, quando ocupava a 17ª posição. O nível de perseguição de fato aumentou. Anteriormente, os ataques à igreja se limitavam a alguns estados indianos. Hoje, os estados que não costumavam ter perseguição, passaram a vê-la com frequência. Ore por essa nação. “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.” (Mateus 5.10)

[b]Fonte: CPAD News[/b]