O frei Ângelo Chiarelli, 64 anos, detido em flagrante por atentado violento ao pudor em Rio do Sul, Vale do Itajaí, disse em entrevista à RBS TV, ter sofrido tentativa de assédio sexual quando era jovem. A entrevista foi ao ar no domingo à noite, no programa Estúdio SC.

“Eu tive, quando era coroinha, uma experiência que mexeu comigo”, disse o padre. Questionado se teriam tentado abusar dele na ocasião, o padre respondeu: “Não abusar, mas me tocar, sabe como é, coisa de menino? Dormir junto, na mesma cama.”

O padre está em uma cela isolada no Presídio Regional de Rio do Sul, desde o 19 de junho, quando foi encontrado no quarto da Paróquia Divino Espírito Santo com uma garota de 13 anos.

A menina contou que era ameaçada de não poder participar das atividades da Igreja se não cedesse aos impulsos do frei, responsável pelo Projeto Infância e Adolescência Missionária. A mãe da vítima disse que foi alertada por familiares da conduta do padre, mas na época teria preferido não acreditar.

O inquérito da Polícia Civil sobre o religioso foi entregue à Justiça no sábado. A delegada Karla Miguel chegou a anunciar na semana passada que, para concluir o inquérito a tempo, faltariam perícias no computador nos pertences de Chiarelli. Essas informações serão repassadas separadamente à Justiça.

Fonte: ClickRBS