O pastor negou que os medicamentos pertençam a ele, mas confirmou que a igreja foi arrombada e várias pastas com documentos foram levadas.

Uma grande quantidade de medicamentos vencidos foi descartada, nesta terça-feira (25), na entrada do Benedito Bentes I, na parte alta de Maceió. Junto com as caixas de remédios, foram encontrados documentos, fotos e contas pertencentes ao pastor Luiz Hamilton dos Santos Júnior, que é líder da Assembleia de Deus Ministério Primeiro Amor.
[img align=left width=300]http://www.extralagoas.com.br/vgmidia/resize/590/390/imagens/10520_ext_arquivo.jpg[/img]
Entre o material encontrado, estão remédios controlados e anticoncepcionais, todos com vencimento nos anos de 2013 e 2014. Com medo de que os medicamentos fossem levados por crianças e curiosos, a população da região ficou de prontidão no local e acionou a Vigilância Sanitária para fazer o recolhimento do material.

O pastor Luiz Hamilton negou que os medicamentos pertençam a ele, mas confirmou que, há cerca de 15 dias, o cadeado da igreja foi arrombado e várias pastas contendo documentos, que estavam armazenados no templo, foram levadas.

“Eu não sei de onde vieram esses remédios. Quanto aos documentos, eles foram levados da igreja quando arrombaram o cadeado há cerca de 15 dias”, afirmou.

Diferente do que a população que reside no local informou, o pastor negou ter envolvimento com política e disse que, sequer, é filiado a um partido. “Eu não sou político. Sou pastor”, enfatizou.

De acordo com testemunhas, as caixas com os remédios teriam sido jogadas no início desta manhã, por pessoas que ocupavam um veículo modelo Siena de cor e placa não informadas.

[b]Fonte: GazetaWeb via Extra Alagoas[/b]