Representantes do candomblé visitam o Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo
Representantes do candomblé visitam o Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo

Cinco seguidores do candomblé vindos da Bahia visitaram o Templo de Salomão, no Brás (centro de São Paulo), na manhã de sábado (28).

Eles estavam acompanhados pelo Bispo Eduardo Bravo, que apresentou a história de Israel e destacou a importância da tolerância religiosa.

É a primeira vez que representantes de religiões afro-americanas estiveram no local, sede da Igreja Universal do Reino de Deus.

“Este encontro é muito importante para nós porque estamos quebrando os muros do preconceito e da intolerância. Queremos promover o diálogo e o respeito entre as religiões”, afirma Bravo.

Para a yalorixá do Terreiro ilê Axé de Jibahia, de Salvador, fé e discriminação não combinam. “Vivemos em tempos difíceis e só podemos mudar tudo isso quando existe amor e respeito”, diz.

O grupo realizou uma visita na área externa do Templo, onde puderam mergulhar na história do povo judeu e ouviram as explicações dadas por um sacerdote usando trajes de época. Passaram pelo tabernáculo e memorial, onde puderam conhecer os elementos da tradição do Antigo Testamento.

“A fé viva no deus vivo está acima de qualquer religião. O Templo de Salomão e todas as igrejas da Universal estão abertos para todas as pessoas, independentemente do seu credo religioso”, afirmou o bispo Eduardo Bravo.

Representantes do Candomblé e o Bispo Eduardo Bravo no Templo de Salomão
Representantes do Candomblé e o Bispo Eduardo Bravo no Templo de Salomão

Ao término do passeio, que, em outros momentos também foi feito por judeus, católicos e muçulmanos, o babalorixá Thiago Luiz disse: “Fiquei muito feliz com essa oportunidade e muito grato também. O Templo é muito bonito e acredito que os povos precisam se unir”.

Fonte: Folha de São Paulo e R7