Na Republica Tcheca, o Estado indenizará a Igreja Católica, pelos bens confiscados durante o regime comunista. A decisão foi anunciada neste domingo, dia 14, em Praga, pelo ministro da Cultura, Vaclay Jehlicka.

O valor da indenização _ 83 bilhões de coroas (cerca de 3 bilhões de euros) _ representa dois terços do valor total dos bens apropriados, que não podem mais ser devolvidos.

O Estado reembolsaria a soma à Igreja, num período de até 70 anos. Um terço do valor dos bens expropriados seria restituído às ordens eclesiásticas em imóveis. A proposta de compensação do ministro será apresentada ao governo em dezembro próximo.

A República Tcheca é considerada o país mais ateu de todo o mundo. Segundo o último censo, mais de 60% dos tchecos se declararam sem fé. No ano de 2005 o número de fiéis estava em torno de 30%, mas está em declínio.

A maior parte dos fiéis pertence à Igreja Católica; em segundo lugar estão as Igrejas protestantes.

Fonte: Rádio Vaticano