O reverendo Jesse Jackson (foto) foi preso em Riversdale, perto de Chicago, após se negar a sair da entrada de uma loja de armas onde protestava contra a morte de um jovem de 16 anos baleado. O porta-voz de Jackson, Jerry Thomas, informou que ele foi preso hoje junto ao sacerdote Michael Pfleger.

Os dois estão em uma delegacia de Polícia em Riversdale. Ambos foram acusados de invadir uma propriedade privada, a loja “Chucks Gun Shop”.

Este foi o terceiro protesto às portas da loja de armas nas últimas semanas. Jackson e Pfleger protestavam contra a morte recente de um jovem de 16 anos em um ônibus, após um enfrentamento entre gangues.

Segundo as primeiras investigações policiais, o jovem não pertencia a nenhuma delas.

Fonte: Estadão